Direto do Forno

Harmonização: Pizza e vinho

Postado em 09/10/2012

Esta paix√£o reflete-se a cada quarteir√£o por toda a cidade, sem falar nas in√ļmeras op√ß√Ķes de sabores. Basta enumerarmos os ingredientes de uma pizzaria, contratar um matem√°tico para calcular todas as varia√ß√Ķes poss√≠veis entre os mesmos e teremos por baixo, mais de cem sabores, alguns absolutamente bizarros.

Neste contexto, será que há espaço para o vinho? Mais ainda, será que um determinado tipo de vinho seria satisfatório?

Mais uma vez, ca√≠mos naqueles pratos que s√£o chamados condutores de sabor, onde a It√°lia tem um vasto repert√≥rio: pizzas, risotos e massas s√£o s√≥ alguns dos exemplos. Portanto, os ingredientes s√£o fundamentais para a escolha do vinho. Evidentemente, os italianos saem na frente por apresentarem afinidades naturais (vinhos locais com pratos da regi√£o), al√©m de serem os mais gastron√īmicos de uma maneira geral.

Primeiramente, devemos escolher um vinho relativamente simples, sem grandes predicados. Afinal, o prato tamb√©m √© simples, n√£o necessitando de grande sofistica√ß√£o. Em termos de corpo, o ideal √© um vinho medianamente encorpado, pois a massa de pizza n√£o apresenta uma textura muito robusta, principalmente as chamadas massas finas, as quais tem grande aceita√ß√£o no mercado. Outro ingrediente em comum √© o molho de tomate que √© espalhado logo ap√≥s a modelagem do disco de pizza, conferindo uma certa acidez e muitas vezes um toque de alho incorporado ao molho. Da√≠ para frente, tudo pode mudar de acordo com as op√ß√Ķes oferecidas.

Em linhas gerais, um Chianti simples, n√£o um Chianti Classico, de safra relativamente recente ou um Barbera tamb√©m simples, n√£o um barricato, e relativamente novo s√£o op√ß√Ķes coringas. Esses vinhos apresentam a simplicidade que o prato pede. A boa acidez e a baixa tanicidade s√£o fatores muito benvidos para enfrentar os molhos, ingredientes picantes, cebola , azeitona e a textura do queijo derretido. Um branco de bom frescor tamb√©m harmoniza bem em muito casos, principalmente quando lidamos com ingredientes do mar (peixes, alici, frutos do mar).

O importante √© fugirmos de tintos muito encorpados, t√Ęnicos, amadeirados e muitas vezes caros, que al√©m de encobrirem o sabor da pizza, frequentemente geram sensa√ß√Ķes desagrad√°veis de harmoniza√ß√£o como amargor e distor√ß√£o de sabores.

Tags Relacionadas »

pizza, vinho, di mari

Coment√°rios »

Não existem comentários cadastrados.


    Av. Cardeal da Silva, 55. Federa√ß√£o ‚Äď Salvador ‚Äď Bahia
    Tel: 071 3245 8687 | E-mail: atendimento@pizzadimari.com.br

    Beeweb Agencia Digital

    Deixe seu comentário

     

    Envie este artigo por e-mail »

    Informe seus dados e os do destinatário: